Nanuque contabiliza 14 homicídios consumados até agora numa escalada estratosférica da violência.

0
0
Nanuque vive uma escalada da violência registrado o décimo quarto homicídio consumado em menos de 90 dias.
Jovem de 20 anos é assassinado no bairro Santa Helena em Nanuque.

O décimo quarto (14) homicídio consumado, ocorrido na noite dessa segunda-feira 14, em Nanuque, demonstra a escalada da violência urbana, que descamba para o descalabro. A vítima era um jovem de apenas 20 anos, alvejado no meio da rua, em cima de uma motocicleta, sendo atacado no cruzamento das ruas Frinasa com José Teixeira.

Os disparos de arma de fogo atingiram a cabeça, braços, tórax e costas da vítima, causando múltiplas lesões. Os socorristas do Samu foram acionados, mas nada puderam fazer, devido a gravidade provocada pelas lesões.

O perito criminal da Polícia Civil esteve no local do crime para a realização dos primeiros levantamentos cadavérico. O corpo foi liberado e encaminhado para o IML de Téofilo Otoni, para ser feito o exame necroscópico. 

Há relatos de que os homicídios consumados, ocorridos desde o início do ano em curso, totalizando 14 até o momento, foram executados por causa da disputa acirrada pelo controle do tráfico de drogas, principalmente no Bairro Santa Helena, onde se instalou uma organização criminosa, que tem como meta esparramar o terror e eliminar os rivais e desafetos.

Vale ressaltar que Nanuque é uma cidade com pouco mais de 40 mil habitantes, mas está situada na tríplice fronteira, divisa com os estados da Bahia e Espírito Santo. Considerando o índice populacional com outras cidades da região, a escalada da violência está tomando um rumo estratosférico.

As forças de segurança pública estão se mobilizando para frear o ímpeto dos criminosos. Embora tenha se empenhado para realizar um trabalho salutar, de enfrentamento conciso e consistente contra a criminalidade, tem tido dissabores para promover e patrocinar um trabalho preventivo.

 

 

 

Artigo anteriorPolícia Civil deflaga “operação tofete” em Bertópolis e prende quatro pessoas por abuso sexual e estupro de vulnerável.
Próximo artigoPolicial Militar de Minas Gerais é procurado por subtrair armas do Pelotão de Machacalis no Vale do Mucuri.
RADAR 158 é um portal interativo de notícias, que deixará o leitor inteirado dos fatos e acontecimentos de Serra dos Aimorés-MG e de toda a região do Vale do Mucuri. É um canal informativo real, verdadeiro, seguro, interessante e imparcial, envolvendo o leitor com o texto, despertando nele o gosto pela leitura. O nome é uma homenagem ao município de Serra dos Aimorés, localizada no Vale do Mucuri mineiro, que antes de se tornar cidade era conhecida como KM 158, por causa da estrada de ferro Bahia e Minas, razão da referência do lugar. O portal interativo manterá o leitor antenado em todos os noticiários políticos, policiais, culturais, esportivos, etc. O texto terá uma linguagem simples, de fácil compreensão e entendimento. Qualquer informação que o leitor queira passar ao RADAR 158, existe um canal de contato. Todas as informações são importantes e úteis para o enriquecimento dos conteúdos e das notícias. O RADAR 158 espera que o leitor aprecie o noticiário e colabore com o desenvolvimento e enriquecimento do portal de notícias, podendo contribuir e ajudar na elaboração dos textos jornalísticos.